Dia internacional da Mulher – Qual o seu real motivo?


Por: Patrick Duarte

 “Frases, palavras, pensamentos, como definir mulher em uma única palavra se mulher é mãe, é amiga, é amante, é esposa, é filha, é querida, mulher… nem todas as palavras do mundo poderiam definir suas qualidades.” (Luis Alves)

Fala Pensadores e exclusivamente hoje um “Fala aí” especial às Pensadoras que acompanham nosso blog. O dia internacional da mulher é comemorado no dia 8 de Março, mas como e porque dessa data específica?

dia da mulher internacional - Dia internacional da Mulher – Qual o seu real motivo?

Hoje é um orgulho para muitas mulheres terem um dia para elas, um dia de comemoração pelo “ser feminino”. Esse é um dia que muitos de nós, homens, temos que ouvir de algumas mulheres que é o dia dela, que não temos um dia para nós e todo aquele blá, blá e blá. O interessante é que – com certeza – metade dessas mulheres não sabem a história por traz desse dia ou simplesmente nunca se interessaram em saber, e ficam se achando deusas e poderosas só por uma data (que podeira muito bem ser feriado) e não por um ideal. Então meu recado para essas mulheres é: Você não merece comemorar esse dia!!!

É fato que nos dias de hoje ainda exista uma imensidão de “pré-conceito” as mulheres, no que elas podem e como realizar diversas tarefas que os homens acham que só eles podem fazer. Também é claro que existem coisas que só homens podem fazer, como também há muitíssimas coisas que só uma mulher pode realizar. Exemplos que podemos apresentar é que existem muitos homens que cozinham melhor que mulheres, como também há mulheres que dirigem infinitamente melhor que muitos homens por aí. E olha que conheço mulheres que são “mega pilotos” no trânsito.

Mesmo com o espaço conquistado por elas – mulheres – o espaço de liberdade ainda é limitado em relação ao homem. Em um mundo que ainda é praticamente machista mulheres com mesmo cargo ganham menos, com as mesmas habilidades técnicas e intelectual perdem a mesma vaga só por serem do sexo “frágil”. A luta ainda continua!

O motivo por trás de todo essa comemoração não começou ontem ou a 30 anos atrás.

A História

Muito se houve falar no dia 8 de março de 1857 no qual operárias começaram uma greve em uma fábrica têxtil, situada na cidade de Nova Iorque. Elas reivindicavam melhores condições de trabalho como redução de jornada de trabalho (de 16 horas para 10), salários iguais aos dos homens e melhor tratamento dentro da fábrica. Essa manifestação teria causado uma repressão totalmente violenta e desumana. Elas teriam sido trancadas dentro da fábrica que foi incendiada no qual teriam morrido carbonizadas 129 mulheres.

Esse acontecimento que teria provocado a iniciativa para o dia 8 de março conhecido como o dia internacional da mulher, mas há anos essa historia gera controversas sobre sua veracidade.

dia da mulher - Dia internacional da Mulher – Qual o seu real motivo?

Durante 10 anos a pesquisadora canadense Renée Côté procurou por artigos,textos, enfim todos tipo de documento de jornais dos EUA, Canadá e Europa e nada foi encontrado referente a greve de 1857. Ele publicou um livro intitulado “O Dia Internacional da Mulher – Os verdadeiros fatos e datas das misteriosas origens do 8 de março, até hoje confusas, maquiadas e esquecidas”.

O livro provava em todos os quesitos que os acontecimentos da greve de 1857 não foram verdadeiros, mas muitos não consideraram as informações do livro o deixando no esquecimento. Uma citação de Vito Gianotti diz: “o livro acabou caindo no esquecimento porque é mais fácil aceitar versões já consolidadas de histórias, caras às nossas vidas, do que questionar mitos estabelecidos”. Essa greve seria a base para toda a luta inicial acerca do dia da mulher e como sua tese desestruturava toda essa história muitos o negaram.

A história fictícia da greve de 1857  teve sua origem, provavelmente, baseado em 2 acontecimentos – verídicos –  também ocorridos na cidade de Nova Iorque. Um foi a greve de costureiras que durou do final do ano de 1909 a 15 de fevereiro de 1910. Uma outra ocorreu  em 1911 pela classe operária que ficou marcada no dia 29 de Março pelo incêndio causado pela má infraestrutura da fábrica, totalizando 146 mortas, em sua maioria mulheres.

Na época já haviam muitos jornais que escreveram sobre o assunto o que poderia ter gerado o inicio do mito de 1857. Qual seria o motivo para se criar uma historia assim? Possíveis planos políticos da época são os mais prováveis. Com o tempo o mito das 129 operárias queimadas ganharam força se tornando verdade, a ponto de qualquer pesquisa básico nos leva a esse ponto como o inicio de tudo.

Outro fato que ajudou a firmar o 8 de março como o dia internacional da mulher ocorreu em 1917 na Rússia. Em plena Guerra Mundial as mulheres realizaram seu Dia da Mulher em 23 de fevereiro (calendário russo). O calendário ocidental essa data correspondia a data de 8 de Março.

Em 1970 o mito da greve de 1857 já havia tomado força e se consolidado de forma verdadeira através do jornal americano “Jornal da Libertação”, em Baltimore.

Em 1975 a ONU (Organização das Nações Unidas) declarou 75-85 como a década da mulher e logo no ano de 1977 a Unesco reconheceu o dia 8 de Março como Dia da Mulher. Logo esse dia ganhou notoriedade internacional e é celebrado como conhecemos hoje.

Esse é apenas um resumo de pontos importantes na história do 8 de Março e espero que esse dia seja celebrado de forma consciente de conquista e vitórias ao longo dos anos. Ainda tem muita coisa para ser feita em todos os sentidos tanto para as mulheres como para os homens, e se quisermos nos preocupar com datas, devemos observar aquela data em que escolhemos as pessoas que nos representam na política e tem o poder para mudar nosso País.

O Blog Pensamento Livre deseja um ótimo dia internacional das mulheres.

Um comentário

  1. Gosto de buscar histórias que partem das conquistas do povo. Foi para mim uma surpresa saber que a história da fábrica em parte é um mito . Obrigada

Deixe uma resposta