Crítica: Os Penetras – Quando o humor não leva graça!


os penetras - Crítica: Os Penetras – Quando o humor não leva graça!

Por: Patrick Duarte

 A comédia tem tomado um novo rumo a alguns anos, novos nomes tem aparecido, como Danilo Gentili, Rafinha Bastos (maiores evidências hoje) e não seria esperto por parte de nenhuma produtora/televisão deixar esses nomes fora de seus produtos. O cinema está sendo o mercado mais solicitado ultimamente. Vários filmes estão sendo produzidos, por exemplo o mais recente que foi “Até que a sorte nos separe” com o ator Leandro Hassum entre outros. Mas não estamos aqui para falar desse filme e sim do mais recente trabalho do diretor Andrucha Waddington na comédia “Os Penetras”.

A trama do filme gira em torno do carioca Marco Polo (Marcelo Adnet), um malandro que leva a vida de uma maneira fácil e descomprometida, arranjando sempre um jeito de ganhar dinheiro fácil. Como todo filme que têm um malandro, não podia faltar um otário que o banque. Nesse quesito temos Beto (Eduardo Sterblitch) que após sofrer uma desilusão amorosa com sua Laura, “tenta um suicídio”, fazendo com que ele e Marco se aproximem e iniciassem uma “bela amizade”. O objetivo era simples: Marco ajudaria Beto a reconquistar sua amada e enquanto isso ele faria um “rapá” no rapaz pegando todo o dinheiro possível. Mas ai é que são elas. Marco ao tentar identificar o amor de Beto encontra a linda Laura (Mariana Ximenes) por quem acaba se apaixonando. Querendo se aproximar mais de Laura e arrancar muito mais dinheiro de Beto, Marco se mete em várias confusões para realizar seus objetivos na noite carioca. Tentado afastar Beto, eles acabam ficando mais próximos ao decorrer da trama. Uma parceria nasce para uma invasão na festa de final de ano.

Apesar dos grandes nomes – Marcelo Adnet e Eduardo Sterblitch – como protagonistas, o roteiro fraco e superficial deixa de lado o ponto forte deles que é a improvisação nas piadas para seguir algo mal elaborado e estruturado para o talento deles. Mesmo eles tendo participando do processo, acredito que eles não tenham tido a liberdade que possuem em suas respectivas casas – MTV e Pânico.

os penetras 2 - Crítica: Os Penetras – Quando o humor não leva graça!
Stepan Nercessian, Eduardo Sterblitch e Marcelo Adnet em cena no filme

Parece que ainda não caiu a ficha para alguns produtores da dimensão que é um filme. As sequências de fotografia buscam um jeito diferente de interagir com tudo que acontece em volta mas acaba não agregado nada ao filme, a narrativa quase não existe, o filme começa e termina meio estranho, sem pé nem cabeça. Infelizmente a dimensão do filme parecia mais uma capitulo especial de novela de 1h30min. Apesar do talento gigantesco de Marcelo Adnet ele ainda não convenceu como ator, talvez pela limitação do roteiro dado e ele ou por que ainda não teve um diretor que saiba utiliza esse talento para o bem na frente da câmera. Eduardo Sterblitch nem tem o que falar, só de olhar para a cara dele você já quer rir, nada além do que ele já faz no Pânico. Tem muito a oferecer, mas não conseguiram canalizar seu talento em algo tão grande como um filme. Não posso negar que tem momentos que farão você soltar uma boa risada, mas ainda é um ramo do mercado cinematográfico que o Brasil não consegue criar algo que realmente seja O filme de comédia.

Já conquistando seu lugar ao sol como a maior abertura em 2012, superando o “Até que a sorte nos separe”, Os Penetras não traz nada de novo, mas ainda assim é melhor do que seus antecessores.

balc3a3o regular - Crítica: Os Penetras – Quando o humor não leva graça!

Veja Também  3% - A primeira série brasileira produzida pela NetFlix

Um comentário

  1. Assisti \”Até que a sorte nos separe\” e achei excelente. Tenho certeza que não gostaria desse filme Os Penetras por causa exatamente do estilo de comédia que eles fazem em seus programas de TV e aliado ao seu post, nem vou dar bola para o filme.

  2. Todos tem talento sim, mas o roteiro não foi tão fraco assim não…
    O filme teve uma pegada legal e até algumas partes surpreendentes.
    Acho que quando se trata de filme nacional, o olhar crítica se modifica, mas estou acostumado com esse tipo de situação. Os Penetras é uma boa comédia, que com certeza tirará gargalhadas de quem assistir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *