Digimon Adventure Tri. – Antigos Digiescolhidos, uma nova aventura


Por : Patrick Duarte

2015 é o ano das renovações de animações antigas. Sailor Moon, Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball foram alguns que ganharam uma nova cara. E no meio de tudo isso, o anuncio do retorno dos digiescolhidos originais em uma aventura inédita tornou esse 2015 muito mais agradável. Digimon Adventure Tri. foi lançado nesse ultimo final de semana e vamos contar para vocês o que achamos.

digimon adventure tri1 - Digimon Adventure Tri. - Antigos Digiescolhidos, uma nova aventura
A nova jornada se inicia 3 anos após os eventos da segunda aventura digimon (Digimon Adventure 02). Os diescolhidos cresceram e devido as atividades particulares, eles se veem cada vez menos. Quando a vida parecia normal demais, estranhos acontecimentos como interferência e apagões nas redes de energia, revelam um novo portal entre o digimundo e a terra, fazendo com que,mais uma vez, os digiescolhidos voltem a lutar.

O primeiro OVA “Reunion”, lançado em 4 partes mostra que as antigas crianças cresceram e amadureceram. A primeira parte foca nos destinos de cada um e como eles estão levando suas vidas. Matt não mudou muito e agora tenta a carreira no ramo musical. T.K parece ser maduro e namorador, enquanto Kari se mantém doce e simpática. Joe vive para seus estudos e Sora parece estar sofrendo de dúvidas sobre qual amigo é o mais bonito. Mimi volta de sua viagem pelos EUA e o Izzy parece um Steve Jobs do digimundo. Tai, aparentemente, é o que mais mudou, mostrando em alguns momentos que não é o mesmo garoto que viajou ao digimundo. Ao enfrentar um digimon infectado, ele se mostra relutante em combater o inimigo e causar danos a estrutura da cidade e até sobre alguém morrer. Essa evolução em especial me agradou pelo fato simples de que realmente um combate dessa proporção pode acarretar sérios danos e levar a morte. É uma evolução interessante, que abre novas possibilidades.

digimon adventure tri2 - Digimon Adventure Tri. - Antigos Digiescolhidos, uma nova aventura

Nas partes seguintes os mistérios vão aparecendo e temos uma nova organização que parece saber muito sobre ao digimons e os digiescolhidos. Um digimon que vive nas sombras observando os acontecimentos, além do impiedoso Alphamon, que parece ser o grande vilão. Outros personagens importantes, como os digiescolhidos da segunda geração têm um leve deslumbre, mas não sabemos ainda se serão personagens recorrentes. A novidade, que sempre segue as tramas de digimon, é a inclusão de uma nova digiescolhida que possui um digivice da primeira geração, deixando no ar que, provavelmente, ela é uma escolhida desde o primeiro digimon adventure.

Após as desastrosas animações de Dragon Ball Super e Cavaleiros do Zodíaco Soul of Gold, Digimon Tri. veio para ser o grande salvador. Além dos belíssimos traços e a qualidade na animação, Digimon se mostra consistente  no que se propõe: apresentar personagens já consagrados em uma nova etapa de vida e uma nova aventura. O roteiro apresentado em Reunion é concreto é possui um bom inicio, com uma boa trama e se desenvolve bem em seus 4 episódios de aproximadamente 20 minutos. O uso do CG também foi explorado de forma sucinta nas digievoluções, que deixou a animação mais bonita. A trilha sonora é nostálgica e quem acompanhou o primeiro Digimon, com certeza “cantarolou” junto.

Digimon Adventure Tri. mostra o jeito certo de se reiniciar uma franquia, com uma dose de equilíbrio exata entre  nostalgia e novidade. A nova jornada só está começando e todos nos estamos ansiosos pelos próximos OVAs.

Veja Também  Milagres do Paraíso | Jennifer Garner comenta como o filme inspirou sua vida.

Um comentário

Deixe uma resposta