A Correlação entre a oração, Soberania de Deus e o nosso dever


Por: Patrick Duarte

“Orai sem cessar. ”  1 Tessalonicenses 5:17

A Soberania de Deus é algo imensurável. Muitos acreditam que havendo a Soberania de Deus a oração se torna uma ferramenta invalida.

Se Deus é Soberano, por que eu deveria orar?

soberaniadeus - A Correlação entre a oração, Soberania de Deus e o nosso dever

ASPECTOS DA SOBERANIA DE DEUS

A compreensão da vontade de Deus em sua Soberania não implica que Ele faça tudo acontecer, mas que, por essa mesma Soberania, Ele, no mínimo, permita que coisas aconteçam.

Deus tem o poder de interferir e intervir em qualquer situação, mas esse aspecto de sua Soberania também implica que é necessário, em alguns momentos, permitir. Nesse aspecto, as coisas que são permitidas, também são de sua “Vontade”.

Aspecto : Vontade perceptiva/revelada

Esse aspecto indica que Deus revelou através de Sua Palavra, a sua vontade. Essa é a vontade de Deus para o que devemos ou não fazer. Ex.: Amar os inimigos, não roubar, não mentir, etc;.

Embora seja possível desobedecer às leis de Deus, devemos procurar não o fazer, pois daremos conta de tudo.

Aspecto: Permissiva ou perfeita vontade de Deus.

Esse aspecto revela o que é ou não agradável a Deus e como isso se desenvolve na vida dos humanos. Um exemplo simples é que Deus não se alegra na morte do ímpio, mas O mesmo, decreta sua morte. Em 1 Timóteo 2:4 diz “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. ”

Mas o mesmo Deus também diz que “Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia. João 6:44”

ASPECTOS DA ORAÇÃO

A oração não é uma simples ferramenta que usamos somente quando precisamos recorrer a Deus. Ela é, em sua totalidade, uma forma da comunhão com Deus. Sendo assim, seus aspectos podem ser definidos das seguintes formas:

Veja Também  Entrevista Livre #03 - Ygor Siqueira (360 WayUp) - Pré Estreia Deus Não Está Morto 2

Uma das formas de Servir a Deus (Lucas 2:36-38) – Profetisa Ana, a viúva, que não se afastava do templo, servindo com orações;

Segunda a vontade de Deus (1 João 5: 14,15);

Nunca é em vão (Mateus 6:6) – orar em segredo no seu quarto, Deus recompensa;

Importante – (Lucas 22:31,32) Jesus ora por Pedro, para que Satanás não o colocasse além da provação que pudesse aguentar (peneirar).

AUTORIDADE INSTITUÍDA

Você ora a Deus pelo seu líder? Pelo seu país? Pela sua economia? Agora use suas respostas e multiplique por 166 milhões de brasileiros (CENSO 2010). Orar é um dever de todo cristão, e deve ser feito para os que amamos e até para nossos inimigos.

Em 13:4 e 5 temos um texto que fala sobre estarmos sujeitos a autoridade e praticar o bem. Se caso, praticarmos o mal, devemos temer a espada da justiça da LEI cívica. Em outra passagem, mas especificamente 2 Crônicas capitulo 7, a partir do versículo 17 até 22, temos um texto que fala sobre a autoridade [reis] se desviar dos caminhos. Deus o rejeitará e condenará toda a Israel por causa da falha do Rei.

Nos colocando nessa posição, nessa atual posição, de quando o governo é corrupto, sujo e imoral, como reagimos? Aceitamos a Soberania de Deus, e aceitamos a condição de perdição? Acreditamos no possível livre arbítrio e escolhemos fazer algo para mudar?

O erro está justamente em observar esses dois pontos como coisas distintas, sendo que, na verdade, não são.

A Oração é o canal que Deus usa para cumprir toda a sua Vontade.

“A oração é um meio, um canal de comunicação com Deus para que seja validado aquilo que já foi decretado pela soberania de Deus. Não vamos nos limitar a questões humanas como o suposto livre arbítrio ou livre agência, mas sim na clara e absoluta certeza de que Deus, mesmo em nossos caminhos mais tortuosos, tem observado o seus.”

Dois exemplos de pessoas que acreditavam na Soberania de Deus acima de tudo e mesmo assim, não desfaleciam de suas orações:

Veja Também  O Jejum Cristão e a Bíblia

Jesus – Orava em todo tempo, e até por Pedro para que Satanás não o atacasse. (Lucas 22: 31,32)

Apostolo Paulo – Em Efésios 1:15,16 mostra que mesmo sabendo dos que aceitaram Cristo, continua orando continuamente pelos seus irmãos.

E é exatamente com a oração que cumprimos a vontade de Deus para nossas vidas, e para com sua obra aqui na Terra.

Então, como efetivamente podemos mudar algo de um sistema corrompido, que outrora foi instituído por Deus?  (Exemplo de Saul, que fora um Rei correto até ser corrompido pelo poder)

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 2 Crônicas 7:14

Como cristãos, temos a obrigação de orar constantemente ao nosso Deus. Buscar entender a sua Vontade perceptiva e assim, através da oração, cumprir o que já fora decretado pela soberania de Deus.

A soberania de Deus não anula o poder da oração, da mesma forma que a graça não anula a Lei. Elas trabalham juntas, em conjunto e assim, levam os escolhidos de Deus direto a sua vontade.

“Orai sem cessar. ”  1. Tessalonicenses 5:17

 

Deixe uma resposta