E agora, o rico não vai para o céu?


escravo do dinheiro - E agora, o rico não vai para o céu?

Por: Patrick Duarte

Quem nunca sonhou em ter dinheiro, muito dinheiro? Poder comprar o que quer sem precisar ficar apertado no outro mês? Poder viajar e conhecer lugares? É claro que todos já tiveram esse pensamento em algum dia de suas vidas, mas até que ponto a relação dinheiro x cristão pode ser saudável para nossas vidas?

O texto que muitos se baseiam se encontra em Marcos 10 : 17 – 23 onde é contado a história do jovem rico que vem de encontro ao Senhor Jesus questionando como conseguiria a vida eterna.

E, pondo-se a caminho, correu para ele um homem, o qual se ajoelhou diante dele, e lhe perguntou: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus. Tu sabes os mandamentos: Não adulterarás; não matarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; não defraudarás alguém; honra a teu pai e a tua mãe. Ele, porém, respondendo, lhe disse: Mestre, tudo isso guardei desde a minha mocidade. E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a cruz, e segue-me. Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste; porque possuía muitas propriedades. Então Jesus, olhando em redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas! Marcos 10:17-23

A referência desse texto faz com que muitos preguem que ser rico ou ter uma condição melhor de vida em relação ao dinheiro é pecado e que eles não irão ao céu – e falo isso porque já ouvi esse tipo de coisa. O maior erro de muitas pessoas é confundir a interpretação das passagens bíblicas, tentando moldá-las ao seu modo de viver e não se moldando ao modo que Deus quer que você viva. Querido, Deus não quer que você tenha poucos bens ou não tenha dinheiro, Ele quer que você saiba que isso não é nada comparado ao que ele pode lhe oferecer.

E os discípulos se admiraram destas suas palavras; mas Jesus, tornando a falar, disse-lhes: Filhos, quão difícil é, para os que confiam nas riquezas, entrar no reino de Deus! É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus. Marcos 10:24-25

Deus não é contra que as pessoas tenham poses, ao contrário ele quer que você seja bem sucedido, o que Deus não aprova são os “ricos”, ou seja, os que são orgulhosos, independentes, gananciosos. No texto citado logo no inicio mostra que o jovem vivia os mandamentos de Deus mas ao ser questionado sobre suas riquezas não conseguiu se desfazer delas e retirou-se da presença de Jesus. Você pode questionar nesse momento: Então Jesus só o deixaria seguir se fosse pobre? A minha resposta para você é: Não!

Não foi a quantidade de poses que o homem tinha que o retirou da presença de Jesus, mas sim seu coração. Como Jesus poderia adentrar o coração de alguém que o já preencheu com riquezas tolas. Infelizmente esse é o ponto que muitos chegam. Ao conquistar dinheiro se sentem melhores que outras pessoas, acham que podem comprar qualquer coisa, até a felicidade e se escondem atrás dos bens, achando que aquilo resume sua vida. Pessoas assim geralmente são fúteis, egoístas, avarentas, e gostam de humilhar pessoas de classe inferior.

Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Mateus 6:19-21

O dinheiro pode não ser algo vivo, mas ele rouba sua vida. Ele pode te deixar totalmente dominado, tornando-o um escravo dele. O poder que ele aparentemente transmite faz com que você queira mais e mais, e muitas das vezes acaba desrespeitando alguém ou até a lei para conseguir mais dinheiro. Você já deve conhecer algumas histórias. O poder vicia. Em uma de suas cartas, Paulo da o seguinte conselho:

Esforcem-se para ter uma vida tranquila, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos; a fim de que andem decentemente aos olhos dos que são de fora e não dependam de ninguém. 1 Tessalonicenses 4:11-12

Esse texto mostra que o trabalho do cristão deve ser honesto, que ele deve ser bem sucedido, mas de maneira honesta afim de não escandalizar o nome do evangelho. Não existe problema algum em conquistar dinheiro, casas, carros – eu mesmo quero muito dinheiro, rs – mas não devemos permitir que esses bens roubem nosso coração da verdadeira riqueza que é a vida eterna ao lado de Deus. Faça seu teste, comece a dar a verdadeira importância para o Senhor e veja tudo o que Ele fará por você!

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33

Veja Também  Liberdade, (falsa) Liberdade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *