fbpx
rei-leão-reino-de-deus-post
Artigos Gospel,  Gospel

O Rei Leão – O Reino de Deus

A representação do Reino de Deus através da visão de um Leão

É praticamente impossível que você não conheça a historia de Mufasa, Simba, Timão e Pumba. O Rei Leão se tornou um clássico da animação e em 2019 ganhou uma adaptação em Live Action (ou podemos chamar de animação se pensarmos no processo de produção do filme). Fui apreciar essa releitura de um filme que amo e certamente temos muito a aprender com ele, se estivermos abertos a visualizar além do que os olhos podem ver.

A adaptação de 2019 não difere muito da versão de 1994, apenas acrescenta algumas cenas para explicar outras, mas que não compromete o enredo geral.

Em resumo – para podermos definir nossa linha de raciocínio – a história mostra a relação de um rei com seu filho e também a relação dos dois com o irmão do rei. E para o entendimento desse texto, iremos propor a representação de Mufasa (Deus), Simba (Ser humano) e Scar (pecado).

O REINO

Logo no inicio do filme, Mufasa apresenta à Simba o reino que futuramente será dele. “Tudo que o sol toca” é a representação do reino de Musafa, visto do alto da Pedra do Rei. Ao explicar sobre o reino e obrigações, Musafa ensina uma das mais belas lições que um filme já ensinou. “O Rei não pode se preocupar com ter, mas em oferecer”.

O Reino de Deus não se limita a TER, mas em oferecer. Nós, como servos de Deus e representações de Cristo na terra, somos nós que temos que realizar a manutenção do Reino de Deus aqui. Essa manutenção é simplesmente o que podemos chamar de discipulado. Andamos lado a lado com a pessoas, ensinando, compartilhando, participando e sendo irmãos. O que Deus nos deu deve ser compartilhado e nunca guardado para nós mesmos. O Reino de Deus é a coletividade, a união entre os irmãos e o ato de congregar juntos em um só corpo.

A CONSTANTE PRESENÇA DE DEUS

Em dado momento, Mufasa ensina Simba sobre os reis do passado e como ele sempre estaria ali para ele. Para nós, cristãos, tivemos um ensino semelhante. Jesus, ao ascender ao céu após sua ressurreição, nos deixou o Espirito Santo e prometeu estar conosco até o fim dos tempos (Mateus 28:20), mostrando e afirmando sua constante presença em nossas vidas. Mesmo que em alguns momentos não o possamos ver, nos podemos senti-lo.

Com acesso direto, podemos conversar com Deus, nos relacionar e sermos chamados de amigos. A presença de Deus é real e constante, não se limitando a nossa vontade, mas realizando a vontade dEle.

Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. Mateus 28:20

O PECADO E O HOMEM (SCAR X SIMBA)

Scar, era irmão de Mufasa e se quisesse poderia ter uma boa vida, mas por causa da inveja do trono, se torna um ser amargurado que constantemente planeja tomar o trono. A única diferença entre a trama do filme com a representação real é que aqui o Pecado (Scar) não tem poder sobre o verdadeiro Rei que é Jesus, portanto, todas as suas investidas são concentradas ao ser humano, desde a a queda no Éden até os dias de hoje.

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; 1 Pedro 5:8

O desejo do pecado é corromper a criação de Deus e assim deturpar o Reino.

Assim como Simba, que foge de seu passado e direito ao trono por sentir culpa por seu erro, o ser humano também se afastou de Deus pelo pecado original, no qual fomos desligados de Deus e posteriormente resgatados da mão da morte pelo sacrifico de Cristo. Ainda assim, o pecado tenta subverter nossos pensamentos afim de nos causar medo, dúvida e assim nos afastar dos caminhos de Deus e do reino.

Em sua jornada Simba descobre que o passado sempre irá doer, mas que não deve definir seu futuro. Ele retorna, enfrenta seus pecados do passado e assim retoma o seu lugar de direito, o trono.

O ser humano busca o encontro com Cristo para reinar com elepela eternidade. Não seremos portadores do trono, mas compartilharemos da eternidade ao lado do verdadeiro Rei. Somos constantemente acusados pelo pecado, mas a infinita graça e misericórdia de Deus nos concede perdão e a oportunidade de nos arrependermos, aprendermos com nossos erros e assim, nos tornamos – mesmo que pouco – melhores.

Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; Efésios 2:4-6

 

 

Patrick Duarte, CEO do Blog Pensamento Livre. Jornalista por paixão (MTB 0082370/SP). Adorador e escritor. Músico e (ex) Professor na Escola Bíblica Dominical (AD - Taboão). Membro da Igreja Batista do Povo. Piadista nas horas vagas. Acima de tudo, Servo do Deus!!! Patrick Duarte Silva

Um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: